Terça, 25 de Junho de 2024 09:25
5192690447
Rio Grande do Sul Tempo

Te preparar ! Ta chegando o calorão.

Temperaturas acima da média.

05/06/2024 12h43
Por: Redação Fonte: MetSul
Fonte:Met Sul - " Mapa de anomalia (desvio da média) de temperatura no nível de 850 hPa (1500 metros de altitude) entre 5 e 10 de junho pelo modelo climático norte-americano." Foto: CFS | METSUL
Fonte:Met Sul - " Mapa de anomalia (desvio da média) de temperatura no nível de 850 hPa (1500 metros de altitude) entre 5 e 10 de junho pelo modelo climático norte-americano." Foto: CFS | METSUL

Uma grande massa de ar quente, com temperaturas muito acima da média, está se instalando sobre a América do Sul, trazendo condições climáticas incomuns para junho. Este fenômeno afetará a região pelo menos até a metade do mês.

Mudança de Temperaturas no Rio Grande do Sul

Ontem, o Rio Grande do Sul registrou uma mínima de -0,9ºC em Cambará do Sul e 5ºC em áreas do extremo sul de Porto Alegre. Hoje, as temperaturas mínimas no estado já foram significativamente mais altas, com muitas cidades que registraram próximas de 0ºC ontem, não baixando de 10ºC durante a madrugada. Em Porto Alegre, a temperatura mínima não desceu de 10,6ºC.Informações da Metereologia Met Sul

Perspectiva para os Próximos Dias

A partir de hoje, ar mais quente começa a ingressar no estado, especialmente a partir do Noroeste, causando formação de nebulosidade, principalmente no Sul e no Leste do estado, onde pode chover de forma isolada. As temperaturas, especialmente durante a tarde, estarão muito acima da média para esta época do ano. Porto Alegre, por exemplo, tem uma máxima histórica média de 20,3ºC para junho, mas nos próximos dias, temperaturas entre 25ºC e 29ºC serão comuns. No interior, especialmente no Oeste, Noroeste e nos vales, as tardes poderão registrar temperaturas ao redor ou acima de 30ºC.

Continua após a publicidade
Anúncio

Anomalias de Temperatura e Impacto Regional

Os mapas de anomalias de temperatura mostram que toda a região Sul do Brasil estará com temperaturas muito acima da média até a metade de junho, com o aquecimento mais acentuado na próxima semana. Esta condição afetará quase toda a América do Sul, com temperaturas elevadas para os padrões históricos. No Norte da Argentina e no Paraguai, máximas em torno de 35ºC são esperadas, enquanto no Centro-Oeste do Brasil, temperaturas entre 36ºC e 38ºC serão comuns.

Supressão da Instabilidade e Precipitação

A persistência do ar quente suprimirá a instabilidade, resultando em pouca chuva no Sul do Brasil. Após as fortes chuvas de abril e maio, a previsão é de um período prolongado de seca no Rio Grande do Sul. Modelos meteorológicos indicam precipitações escassas nos próximos dez dias. Cidades como Porto Alegre, que normalmente registra uma média de nove dias de chuva em junho, poderão passar longos períodos sem precipitação, o que é anômalo para esta época do ano.

A chegada da massa de ar quente trará temperaturas atípicas para junho, com tardes quentes e mínimas elevadas, impactando significativamente o clima na América do Sul. A tendência de seca prolongada no Sul do Brasil é preocupante, especialmente após um período recente de chuvas intensas.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.