Domingo, 14 de Julho de 2024 15:08
5192690447
Governo Projeto

Governo quer pagar R$ 450 para quem adotar.

Eduardo Leite enviou projeto para pagar R$ 450 para quem adotar animal da enchente.

25/06/2024 08h00
Por: Redação Fonte: Portal do Estado RS
Foto: MPV " Doação dos animais na redenção domingo 23"
Foto: MPV " Doação dos animais na redenção domingo 23"

O governador Eduardo Leite anunciou um novo projeto para facilitar a adoção de animais resgatados durante as enchentes no Rio Grande do Sul. Desenvolvido pelo Gabinete de Projetos Especiais do Vice-governador e pela Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), o projeto será encaminhado à Assembleia Legislativa do Estado nesta semana, com um investimento planejado de R$ 6,86 milhões.

O objetivo principal é apoiar indivíduos interessados em adotar animais afetados pelas enchentes, assegurando que eles encontrem lares adequados. Para isso, será proposto um incentivo financeiro de R$ 450 por animal adotado, com um máximo de dois animais por pessoa. O pagamento será dividido em duas parcelas: a primeira após a adoção e a segunda após três meses, durante um acompanhamento para garantir o bem-estar dos animais.

Além disso, todos os animais disponíveis para adoção estarão castrados e microchipados, graças a uma colaboração com hospitais universitários veterinários, o Ministério Público local e o Grupo de Resposta a Animais em Desastres (Grad). Essa iniciativa faz parte do Plano Rio Grande, que aborda as ações emergenciais, de reconstrução e o futuro do estado frente aos efeitos das enchentes.

Atualmente, 15.259 animais de estimação estão abrigados em 353 locais em todo o Rio Grande do Sul, com as maiores concentrações em Canoas (5.335 animais) e Porto Alegre (4.223 animais).

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.