Domingo, 14 de Julho de 2024 13:34
5192690447
Mundo França

Esquerda vence Eleições na França.

Venceu as eleições mas sem forma maioria. Bloco de esquerda Nova Frente Popular alcançou 182 cadeiras na eleição francesa, a coalizão governista, 168, e a extrema direita, 143

08/07/2024 02h10
Por: Redação Fonte: G1 / Jovem Pan News
Foto: Getty Imagens
Foto: Getty Imagens

A coalizão de esquerda Nova Frente Popular (NFP) obteve o maior número de assentos na Assembleia Nacional da França nas eleições legislativas, realizadas neste domingo (7). Com 182 assentos, a NFP não possui força suficiente para governar sozinha. A participação dos eleitores foi próxima de 60%.

As três maiores bancadas da nova legislatura ficaram assim distribuídas:
- Nova Frente Popular (esquerda): 182 assentos
- Juntos (coalizão governista, de centro): 168 assentos
- Reunião Nacional (extrema direita): 143 assentos

Apesar do crescimento significativo, passando de 88 para 143 assentos, a Reunião Nacional (RN) de Marine Le Pen viu o resultado como uma decepção. Le Pen declarou que "nossa vitória foi apenas adiada" após a divulgação das pesquisas de boca de urna.

O primeiro-ministro Gabriel Attal, da coalizão Juntos, admitiu a derrota e colocará seu cargo à disposição. Cabe agora ao presidente Emmanuel Macron indicar um novo premiê.

A esquerda precisará de alianças para governar, e líderes do bloco esquerdista sugeriram uma possível união com o centro para alcançar os 289 assentos necessários para a maioria. No entanto, há profundas desavenças entre os blocos, como em relação à reforma da Previdência.

Continua após a publicidade
Anúncio

Jean-Luc Mélenchon, líder da esquerda, afirmou que Macron deve admitir a derrota e criar uma relação com a NFP para formar o governo. A França entra em um período de negociações tensas, enfrentando a possibilidade de um Parlamento paralisado.

Repercussões internacionais incluem felicitações do primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez e do premiê polonês Donald Tusk, além de apoio de jogadores da seleção francesa.

Presidente Lula também comemora  "Muito feliz com a demonstração de grandeza e maturidade das forças políticas da França que se uniram contra o extremismo nas eleições legislativas de hoje. Esse resultado, assim como a vitória do partido trabalhista no Reino Unido, reforça a importância do diálogo entre os segmentos progressistas em defesa da democracia e da justiça social. Devem servir de inspiração para a América do Sul."

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.